| 26 de maço de 2018 |

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) fez novo contrato prevendo 1.350 novas tornozeleiras para o monitoramento eletrônico de investigados ou condenados pela Justiça em Mato Grosso do Sul. Contrato foi publicado, nesta segunda-feira (26), no Diário Oficial…

Há dois anos, a Unidade Mista de Monitoramento Estadual centraliza em Campo Grande o controle de investigados e condenados que utilizam a tornozeleira eletrônica. Eles dispõe de locais e períodos determinados, soando um alarme em caso de descumprimento das regras estabelecidas e acionada equipe policial mais próxima.

Na avaliação do diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a tornozeleira eletrônica é uma possibilidade a mais de o Judiciário aplicar penas diversas da prisão de forma econômica, ante o custo do preso recluso, além de evitar a superlotação do sistema carcerário e assegurar maior proteção de mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.


Segurança e Confiabilidade

© Copyright 2017 Todos os direitos reservados Desenvolvido por KAKOI